Rss Feed Tweeter button Facebook button Youtube button


Quero comprar meu cão…

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Bem Estar Animal, Criação de Animais | 2655 visualizações

Olá amigos….finalmente as provas na faculdade começaram a aliviar, e entre “trancos e barrancos” creio que consegui sobreviver, rs. Então resolvi passar por aqui para conversar um pouquinho sobre um assunto que considero bastante pertinente: compra e venda de animais de companhia.

Pois bem….há alguns dias atrás uma amiga veio falar comigo sobre a compra de um gatinho!

- “Quero um gato persa, como devo proceder?” – disse ela.

- “Hum…porque tem que ser um persa? O que você acha de adotar um filhote?” – perguntei

- “Porque acho lindo, e quero Persa…”- foi a resposta. E concluiu: “Você sabe de algum lugar pra comprar, que não saia caro? Menos de 300 reais, de preferência…”

Diante do total desconhecimento acerca da raça (demonstrado na conversa) e mesmo assim a clara intenção de comprar (e não adotar), comecei a fazer alguns questionamentos: persa tem pelo longo e necessita escovação diária, vc terá como escová-lo? Persas tem predisposição à doença do rim policístico, você sabia? Persas necessitam de ração especial, que previne formação de bolas de pelos, tudo bem para você? Persas fazem infecções fúngicas com frequencia em função do pelo longo, você sabia? Além disso, um bom exemplar de Persa com pedigree e garantia de saúde e boa genética não sai por menos de 1500 reais…tudo bem para você pagar este preço?

Todas as respostas foram “NÃO”! Em função disso resolvi esclarecer alguns pontos importantes sobre compra e venda de animais, e me posicionar acerca deste assunto. Bem, não gosto de doutrinas…acredito que educação se faz sempre com equilíbrio e ponderação, jamais com generalizações e radicalismos. Dessa forma, nem sempre eu oriento de acordo com minha posição pessoal, oriento de acordo com o que realmente é necessário, mesmo porque nem todos nesse mundo pensam como eu penso.



Adotar mais um gato?

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Bem Estar Animal | 2845 visualizações

Oie pessoal! Como passaram o sabadão? Final de semana a gente sempre tira um tempinho pra descansar e claro…pra se distrair um pouquinho na internet! Agora há pouco li algo no facebook que me chamou a atenção, achei super legal e pensei em compartilhar com vocês:

______________________________________

Adotar mais um gato?

É comum as pessoas terem dúvidas antes de adotar mais um gato.
Será que eles vão se dar bem? Será que serão amigos?
Bom, não adianta mentir. Seu gato vai estranhar a chegada de outro gato. Terá ciúmes, ficará bravo até mesmo com você.
Isso é absolutamente normal e esperado.
Mas gatos gostam de ter companhia da mesma espécie.
O importante é que você esteja disposto a passar pela adaptação. Ela pode ser um tanto traumática e, na maioria das vezes, a ansiedade do dono dificulta muito as coisas.
Eu costumo dizer que a adaptação entre gatos acontece em fases:
Primeiro, eles se odeiam (e odeiam você também). Rosnados, muitos Fuuuzzzzzz de ambos os lados, você vai se sentir um monstro e ficar cheio de culpa.
Depois, percebendo que essa cena toda não adianta, ficam indiferentes ao recém chegado e a você. E você sente ainda mais culpa.
Aí vem a curiosidade, ter um novo amigo até que parece legal. Mas não se iluda, você ainda é um monstro e não foi perdoado.
Até que, finalmente os gatos, ficam amigos. E talvez você seja perdoado.
Essas fases podem levar poucos dias ou várias semanas.
Antes de adotar, pense se está disposto a passar por todas essas fases.
Pense bem para não devolver o recém chegado ao primeiro rosnado que ele der ou receber.
Lembre-se que gatos são dramáticos e as coisas nem sempre são tão ruins quanto eles querem que você acredite ;-)

_______________________________________

Legal né!! Este texto foi escrito pela Patrícia, que trabalha ne resgate, proteção e doação responsável de gatinhos na região de Santos, SP. Aproveitem para conhecer melhor o Perfil e o Blog dela. Quem sabe você não encontra seu novo melhor amigo?

Cats of Necropolis (facebook)

Cats of Necropolis (Blog)

Lembrando que a adoção responsável de um animal de estimação muda a vida dele para sempre…e a sua também! Adotar é tudo de bom! =)

Lambeijos!

Léo.

 



Leishmaniose – Porque tratar?

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Bem Estar Animal, Leishmaniose | 2016 visualizações

Sinteticamente, as razões que fundamentam o tratamento da leishmaniose visceral canina (LVC) são consistentes e de várias ordens, quais sejam: 1) técnica; 2) ética; e 3) jurídica.

Ordem técnica: o tratamento da LVC leva à cura clínica da doença, podendo a sorologia continuar positiva, o que apenas indica um prévio contato com o parasita, como acontece em outras doenças por protozoários, como na toxoplasmose e na doença de Chagas. Há um amplo arsenal de medicamentos que podem ser utilizados e o preço do tratamento, dependendo das drogas, é bem acessível. O receio de resistência medicamentosa é inerente no tratamento de qualquer doença infecciosa e não se justifica. O combate à LVC reside no controle do vetor. Se na dengue o controle do vetor é suficiente, por que para a LVC não é?