Rss Feed Tweeter button Facebook button Youtube button


Saudades….

Escrito por Lain. Publicado em Amigos | 2507 visualizações

Olá pessoal…estive ausente por uns dias, sem tempo nem ânimo de atualizar o site ou o blog…pra completar, fui premiada com uma daquelas gripes de fazer você sentir vontade de se matar, rs….dor de cabeça, corpo dolorido, espirros e olhos ardendo…então resolvi aproveitar o sábado para descansar…almocei e fui deitar…dormi, sonhei com algumas coisas que não lembro exatamente o que eram, apenas lembro de um mar imenso e um céu azul…de repente toca o telefone e recebo uma notícia ruim…na verdade uma notícia que eu jamais esperava receber, mesmo sabendo que ela estava próxima…Augusto, meu melhor amigo acabava de falecer… =/



Quando procurar um veterinário?

Escrito por Lain. Publicado em Animais, Bem Estar Animal, Novidade | 3157 visualizações

Oie pessoal! Passando por aqui para desejar uma ótima noite de sábado para todos e avisar que, conforme prometido, já temos o artigo sobre Doença do Trato Urinário Inferior de Felinos na área de Saúde. Passem lá para ler, espero que seja útil!

Bom, fora isso nenhuma novidade, rs…exceto que encontrei um texto muito legal escrito por uma amiga, a Tati da “Plantão Veterinário” (orkut). Ela fala sobre o momento correto de levarmos nossos animais ao Veterinário. Como o Portal Nosso Mundo defende a Guarda Responsável e acredita que lugar de animal doente é no veterinário, nada mais justo do que “roubar” o texto da Tati e compartlhar com vocês! (A parte do “roubo” é brincadeira, a Tati autorizou a postagem aqui no blog, rs)



Nosso poder de não praticar o mal

Escrito por Lain. Publicado em Animais, Nosso Mundo, Novidade | 2036 visualizações

Olá pessoal. Semana complicada essa, ainda bem que está acabando, rs. Não que tenha ocorrido algo de especial, mas sabe aqueles dias em que você sente vontade de descer do mundo? Tipo inferno astral ou algo do gênero? Pois é…nem sempre as coisas são exatamente como a gente quer, e isso irrita um bocado. (ok, ok, não devia irritar, eu sei, mas…) Somado à isso tudo, algumas correrias básicas na faculdade, Léo ainda em tratamento para infecção urinária e Joey chorando pelos petiscos que eu nunca tenho tempo pra ir comprar. Mas como tudo na vida, passa (espero)! Citando Bono em Beautiful Day, “após a tempestade, as cores aparecem”…portanto vamos nos acalmar e esperar por dias melhores. =)

Bem, deixando o péssimo humor de lado, algumas novidades interessantes do Portal:

- Acabei de preparar um artigo sobre DTUIF (doença do Trato Urinário Inferior dos Felinos). Até o final de semana postarei na área de Saúde.

- Quem acompanha o Twitter pelo Portal (alguém faz isso?), o TweetBoard não está funcionando (novidade, dãã). Vocês verão que a última postagem é de 12 dias atrás, mas não se assustem, estamos diariamente twitando, portanto sigam-nos…o link está na Home do Portal e também aqui do ladinho, no blog mesmo.

- Quem estiver a fim de se emocionar, passem na Ponte do Arco Íris e conheçam a Cindy, nova Anjinha. A Cindy faleceu há alguns dias, era de uma grande amiga minha…fiquei extremamente triste pela partida dela, mas Deus sabe o que faz, certo? Ele necessitou de mais um anjo no Céu! Confiram aqui na Ponte do Arco Íris. (PS: levem o rolo de papel toalha,vão precisar).

- Outro recadinho: temos duas salinhas de chat à disposição, mas…tem muita gente entrando lá e solicitando consultas online…gostaria de esclarecer que não é essa a função do chat, e nem do portal….não fornecemos nenhum tipo de atendimento online, pois acreditamos que lugar de animal doente é no consultório veterinário, essa é uma das premissas básicas da Guarda Responsável.

Bem, acho que é só, desculpem o desabafo, rs…Ah, mais um conselho: ouçam U2 gente…coisa linda e apaixonante, rock’n'roll é tudo, yeah! Agora sim, acabei! E deixo um texto muito bonito…retirado da obra de Milan Kundera, em “A Insustentável Leveza do Ser”. Para refletirmos. Beijos e Lambeijos. Lain



Simplesmente gato.

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais | 1808 visualizações

Oie!!! Finalmente a tempestade passou, as provas acabaram (por enquanto) e estarei mais presente. Seguindo o falatório sobre gatos (Joey já está orgulhoso, de tanto que eu falo nos bichanos), achei por acaso em uma comunidade do orkut este texto maravilhoso de Arthur da Távola…confiram e me digam…não é lindo???

Simplesmente Gato
(Arthur da Távola)

“Bichos polêmicos sem o querer, porque sábios, mas inquietantes, talvez por isso… nada é mais incômodo que o silencioso bastar-se dos gatos. O só pedir a quem amam. O só amar a quem os merece. O homem quer o bicho espojado, submisso, cheio de súplica, temor, reverência, obediência. O gato não satisfaz as necessidades doentias do amor. Só as saudáveis.

Lembrei, então, de dizer, dos gatos, o que a observação de alguns anos me deu.
Quem sabe, talvez, ocorra o milagre de iluminar um coração a eles fechado?
Quem sabe, entendendo-os melhor, estabelece-se um grau de compreensão, uma possibilidade de luz e vida onde há ódio e temor? Quem sabe São Francisco de Assis não está por trás do Mago Merlin, soprando-me o artigo?

Já viu gato amestrado, de chapeuzinho ridículo, obedecendo às ordens de um pilantra que vive às custas dele? Não! Até o bondoso elefante veste saiote e dança a valsa no circo. O leal cachorro no fundo compreende as agruras do dono e faz a gentileza de ganhar a vida por ele. O leão e o tigre se amesquinham na jaula. Gato não. Ele só aceita uma relação de independência e afeto. E como não cede ao homem, mesmo quando dele dependente, é chamado de arrogante, egoísta, safado, espertalhão ou falso.

“Falso”, porque não aceita a nossa falsidade com ele e só admite afeto com troca e respeito pela individualidade. O gato não gosta de alguém porque precisa gostar para se sentir melhor. Ele gosta pelo amor que lhe é próprio, que é dele e ele o dá se quiser.
O gato devolve ao homem a exata medida da relação que dele parte. Sábio e espelho. O gato é zen. O gato é Tao. Ele conhece o segredo da não-ação que não é inação. Nada pede a quem não o quer.

Exigente com quem ama, mas só depois de muito certificar-se. Não pede amor, mas se lhe dá, então ele exige.

Sim, o gato não pede amor. Nem depende dele. Mas, quando o sente é capaz de amar muito. Discretamente, porém sem derramar-se. O gato é um italiano educado na Inglaterra. Sente como um italiano mas se comporta como um lorde inglês.
Quem não se relaciona bem com o próprio inconsciente não transa o gato. Ele aparece, então, como ameaça, porque representa essa relação precária do homem com o (próprio) mistério. O gato não se relaciona com a aparência do homem. Ele vê além, por dentro e pelo avesso. Relaciona-se com a essência.

Se o gesto de carinho é medroso ou substitui inaceitáveis (mas existentes) impulsos secretos de agressão, o gato sabe. E se defende do afago. A relação dele é com o que está oculto, guardado e nem nós queremos, sabemos ou podemos ver. Por isso, quando surge nele um ato de entrega, de subida no colo ou manifestação de afeto, é algo muito verdadeiro, que não pode ser desdenhado. É um gesto de confiança que honra quem o recebe, pois significa um julgamento.
O homem não sabe ver o gato, mas o gato sabe ver o homem. Se há desarmonia real ou latente, o gato sente. Se há solidão, ele sabe e atenua como pode (ele que enfrenta a própria solidão de maneira muito mais valente que nós). Se há pessoas agressivas em torno ou carregadas de maus fluidos, ele se afasta.

Nada diz, não reclama. Afasta-se. Quem não o sabe “ler” pensa que “ele não está ali. Presente ou ausente, ele ensina e manifesta algo. Perto ou longe, olhando ou fingindo não ver, ele está comunicando códigos que nem sempre (ou quase nunca) sabemos traduzir.
O gato vê mais e vê dentro e além de nós. Relaciona-se com fluidos, auras, fantasmas amigos e opressores. O gato é médium, bruxo, alquimista e parapsicólogo. É uma chance de meditação permanente a nosso lado, a ensinar paciência, atenção, silêncio e mistério. O gato é um monge portátil à disposição de quem o saiba perceber.

Lambeijos e uma linda sexta feira para todos!! Ah…não esqueçam de passar pelo Nosso Mundo….esperamos por você lá!!! :)



Quero comprar meu cão…

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Bem Estar Animal, Criação de Animais | 2563 visualizações

Olá amigos….finalmente as provas na faculdade começaram a aliviar, e entre “trancos e barrancos” creio que consegui sobreviver, rs. Então resolvi passar por aqui para conversar um pouquinho sobre um assunto que considero bastante pertinente: compra e venda de animais de companhia.

Pois bem….há alguns dias atrás uma amiga veio falar comigo sobre a compra de um gatinho!

- “Quero um gato persa, como devo proceder?” – disse ela.

- “Hum…porque tem que ser um persa? O que você acha de adotar um filhote?” – perguntei

- “Porque acho lindo, e quero Persa…”- foi a resposta. E concluiu: “Você sabe de algum lugar pra comprar, que não saia caro? Menos de 300 reais, de preferência…”

Diante do total desconhecimento acerca da raça (demonstrado na conversa) e mesmo assim a clara intenção de comprar (e não adotar), comecei a fazer alguns questionamentos: persa tem pelo longo e necessita escovação diária, vc terá como escová-lo? Persas tem predisposição à doença do rim policístico, você sabia? Persas necessitam de ração especial, que previne formação de bolas de pelos, tudo bem para você? Persas fazem infecções fúngicas com frequencia em função do pelo longo, você sabia? Além disso, um bom exemplar de Persa com pedigree e garantia de saúde e boa genética não sai por menos de 1500 reais…tudo bem para você pagar este preço?

Todas as respostas foram “NÃO”! Em função disso resolvi esclarecer alguns pontos importantes sobre compra e venda de animais, e me posicionar acerca deste assunto. Bem, não gosto de doutrinas…acredito que educação se faz sempre com equilíbrio e ponderação, jamais com generalizações e radicalismos. Dessa forma, nem sempre eu oriento de acordo com minha posição pessoal, oriento de acordo com o que realmente é necessário, mesmo porque nem todos nesse mundo pensam como eu penso.