Rss Feed Tweeter button Facebook button Youtube button

Posts Tagged ‘Animais’



Momentos Léo Fox – Criação de fundo de quintal

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Bem Estar Animal, Criação de Animais | 6933 visualizações

Oie pessoal! Hoje, depois de muito tempo sem postar aqui, tive uma idéia legal…resolvi postar os “Momentos Léo Fox”, já conhecidos no facebook, em forma de pequenos posts, o que vocês acham?? Alguns são momentos revoltados, outros nem tanto, alguns são desabafos e tem também dicas bem legais de como cuidar dos nossos animais de estimação. Sei que estou bem ausente, mas prometo que passarei mais por aqui a partir de agora, falou? então vamos lá!


(Momento revolta do Léo Fox – narrado por Lain) Galera, hoje eu estava decidido a falar de consultas online, mas depois que eu voltei da academia e me deparei com um anúncio de venda de filhotes colado numa parede, me revoltei e vou deixar as consultas pra amanhã.

Bem, todo mundo sabe que sou terminantemente contra criações de fundo de quintal. Pois eis que saio da academia e dou de cara com um cartaz anunciando dois filhotes de Pequinês. O texto dizia mais ou menos assim:


“Somos dois filhotinhos da raça pequinês, e estamos à venda. O machinho sai por 600 reais e a fêmea sai por 1000 reais. Ligar para…”

Caralho meu…dois lindos filhotinhos, mas totalmente fora dos padrões da raça…anunciados em um cartaz colado na parede de uma lojinha de 1,99. Criação de fundão de quintal, sem pedigree, sem seleção de padreadores, sem controle genético, sem o mínimo cuidado, sendo vendidos pro primeiro que ligar e desembolsar 600 pilas (ou até menos, dependendo das negociações). Puta falta de respeito e vergonha na cara! Saporquê? Porque procriar cães e gatos vai além de simplesmente juntar uma fêmea e um macho bonitinhos. Porque doenças genéticas estão por trás desses cruzamentos e acabam passando para todos os descendentes, trazendo dor e sofrimento. Problemas respiratórios, hidrocefalia, luxação de patela são apenas alguns dos problemas a que esses filhotes estarão expostos, por pura incompetência e irresponsabilidade dos donos. Sem falar no padrão da raça, que é totalmente perdido. Sem falar nos problemas de comportamento, animais bravos ou anti sociais. Sem falar na quantidade de bicho abandonado que existe por aí. E nem venha com mimimi me dizendo que “eu não tenho nada a ver com isso”, porque a partir do momento em que vc procria um casal de cães ou gatos, vc é responsável por todos os filhotes que virão, a curto, médio e longo prazo. Portanto, sim….a culpa por tudo de ruim que vier a acontecer com eles no futuro, será SUA!

Então meu….sério…DEIXE CRIAÇÃO PRA CRIADOR. Limite-se a cuidar, zelar e respeitar esses animais e páre com essa mania de achar que o milagre da procriação é a coisa mais linda que existe. Só se for nos seus sonhos, ô mané!!

E tenho latido.
Obrigado! ò.ó



Petts – Animais achados/perdidos ou para adoção

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Novidade | 2890 visualizações

Oie pessoal. Tô em débito com vocês, sei disso, preciso urgentemente atualizar o blog, tenho várias novidades e em breve postarei aqui!! Mas por enquanto, vou postar uma sugestão de pauta que me mandaram e eu achei bem legal…vá que algum leitor do Portal goste e resolva adquirir esse serviço né? ;)


Imagine se você se perdesse e não soubesse voltar para casa. E mais, nesta situação você está privado da fala e não pode pedir ajuda, telefonar, dizer que sente fome, frio ou medo. É assim que um animal se sente quando se perde do seu dono. E muitos jamais voltam para casa.

A Cappen acredita que todos os seres merecem um lar e é por isso que lançou o Petts, um aplicativo que proporciona o encontro entre os animais perdidos e quem os perdeu.

Através da geolocalização, é possível cadastrar o local em que o animal se perdeu ou fugiu. O usuário também cadastra as características do pet, sendo possível anexar uma foto para melhor identificação. Quando alguém encontrar um animal abandonado, é só checar se há gente procurando por ele. A busca pode ser feita de acordo com a localização (com a listagem dos animais que se perderam por aquela região) ou das informações físicas do bichinho.

Também é possível cadastrar animais que esperam por um dono no aplicativo. O Petts incentiva a adoção e é por isso que futuros donos podem encontrar o seu mais novo melhor amigo pelo aplicativo.

Por enquanto, o app só está disponível para iOS, mas é possível acompanhar os cadastros de animais através do site do projeto e da fan page.

Conheça o projeto: http://vimeo.com/51934338

Link para download: https://itunes.apple.com/br/app/petts.me/id550286430?mt=8

http://petts.me/ // https://www.facebook.com/PettsMe

O que já foi falado do projeto:

http://www.techtudo.com.br/downloads/petts-me

http://info.abril.com.br/noticias/blogs/download-da-hora/iphone/petts-me-ajuda-a-adotar-ou-encontrar-animais-perdidos/

http://www.pernambuco.com/app/noticia/pecao/45,29,46,53/2012/12/14/interna_pecao,413159/aplicativo-ajuda-a-encontrar-seu-bichinho-de-estimacao-perdido.shtml


Então, gostaram??? Por enquanto é isso. Lambeijos do Léo para todos, e um Feliz Natal!!



As festas de final de ano chegaram, e agora?

Escrito por Lain. Publicado em Animais, Bem Estar Animal, Festas | 10642 visualizações

As festas de fim de ano estão chegando, e uma grande preocupação de quem tem cães ou gatos são os fogos de artifício, que embora lindos, fazem um barulho capaz de deixar nossos pets desesperados! Então separei algumas dicas que poderão amenizar esse problema e deixar o final de ano um pouco mais tranqüilo.

A primeira dica é tentar dessensibilizar o animal. Esse método costuma funcionar bem com cães, especialmente se ainda forem filhotes, mas deve ser bem conduzido. O animal deve sentir total segurança por parte do dono, portanto não demonstre medo durante a queima de fogos, tampouco pegue o animal no colo para protegê-lo. Ao invés disso, haja naturalmente e com firmeza. O animal precisa saber que não há motivos para temer, então brinque muito e faça festa, dê petiscos e associe o barulho com alguma coisa boa. Mostre que não existe razão para pânico. É necessário ter muita paciência, pois alguns cães não modificam o comportamento de uma hora pra outra. Se for possível, faça esse procedimento sempre que tiver oportunidade, diante de quaisquer barulhos que costumam assustá-lo.

Florais também costumam ajudar nessas situações, mas devem ser administrados sempre sob supervisão de um profissional. Procure um veterinário que trabalhe com medicina alternativa e veja com ele a melhor opção para seu animal.

Porém, alguns cães não respondem bem à dessensibilização, então são necessários cuidados extras nesse período, que incluem acima de tudo segurança para evitar acidentes:

 - Durante os estouros dos fogos, jamais deixe o animal sem supervisão. Mantenha-o dentro de casa em um cômodo calmo e monitore-o para que ele não se machuque. Não o segure à força, muitos animais acabam mordendo e/ou arranhando em função do medo. Forneça brinquedos para que ele possa morder e se distrair, feche as janelas e ligue um rádio ou TV para tentar abafar o barulho.

 - Gatos devem ter à disposição um lugar para se esconder, como uma caixinha, por exemplo, pois diferentemente dos cães, eles preferem ficar isolados em algum local seguro. Não force brincadeiras ou contato, apenas deixe-o à vontade e observe-o para que não se machuque. Se mesmo tomando cuidado você for mordido ou arranhado, não castigue o animal, lembre-se de que ele está sofrendo e com muito medo.

 - Se seu cão vive no pátio e você não tiver como levá-lo para dentro de casa, certifique-se de que ele não terá como fugir, mantenha portões bem fechados, pois animais em pânico tendem a sair correndo e irem para a rua, o que poderá ser fatal. Observe-o o tempo todo, não o deixe sozinho em hipótese alguma, pois ele estará muito assustado. Forneça um local (casinha ou caixa) para que ele possa se abrigar. Retire a alimentação durante esse período, para evitar afogamentos (falsa via). Não o deixe preso por correntes, é muito comum enforcamentos e morte em função do pânico. Portanto novamente repito, a melhor dica é sempre mantê-lo dentro de casa, só o deixe no pátio se não houver outra alternativa.

- Não esqueça de usar sempre plaquinha de identificação no seu animal contendo nome e telefone para contato. Isso auxilia em caso de fuga e facilita a devolução do animal.

Esses cuidados são importantíssimos para manter seu animal livre de acidentes que podem custar-lhe a vida. Não descuide de seu melhor amigo, pois ele confia em você para viver bem e em segurança! Boas festas, e feliz ano novo!



Como mudar a vida de um animal.

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Bem Estar Animal | 3056 visualizações

Quer saber como se muda a vida de um animal? Vou ensinar:
- Seja responsável, cuide! Jamais abandone. Proteja cães e gatos, especialmente os idosos, pois eles são frágeis e necessitam de apoio especial. Dê assistência veterinária sempre que necessário. Não exija favores alheios, o animal é seu, a responsabilidade é sua.
ADOTE UM ANIMAL! Doe-se…doe carinho, respeito e solidariedade. Brinque, jogue a bolinha e corra junto atrás dela. Role na grama, ganhe lambidas e abraços peludos e afetuosos! Conheça pessoas que gostam de animais, eduque para a guarda responsável! Apadrinhe, ajude com ração, roupinhas e brinquedos. Leve ração e água no seu carro, você nunca sabe quando encontrará um animal faminto. Compreenda, nem todos são educados e espertos como você gostaria que fossem. Tenha paciência, seja empático. Coloque-se no lugar do animal, pois ele sofre como você sofre.
Não discrimine, a melhor raça é a mistura de todas elas. Cuide até o final! E quando o momento da partida chegar, não vire as costas, pois ninguém gosta de partir sozinho! Esteja junto para que a passagem seja tranquila e em paz. Após tudo isso, tenha a certeza de que você mudou uma vida para melhor!!

Viram como é fácil? É só querer!! :)

#pelo fim dos maus tratos aos animais!



Manifestação Nacional contra a Leishmaniose – O cão não é o Vilão.

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Bem Estar Animal, Leishmaniose | 4856 visualizações

Olá pessoal. Hoje foi um dia super legal aqui em Santa Maria, RS. Saímos às ruas na Manifestação Nacional contra a leishmaniose! Para quem ainda não sabe, a Leishmaniose é uma doença causada por um protozoário. Ela é tida como um grave problema de saúde pública, já que o cão é um animal que funciona como reservatório da doença, e através do mosquito, pode transmitir a doença ao homem. Em função disso, o governo brasileiro aprovou uma portaria interministerial proibindo o tratamento desses cães e recomendando a eutanasia. Assim, muitos e muitos cães são mortos a cada ano, muitos sem nem sequer terem a doença, já que o exame sorológico feito pela vigilância sanitária é bastante falho e muitos resultados são falso-positivos. Muitos proprietários, por medo ou falta de conhecimento então, acabam entregando seus cães sem antes fazer um exame de contra prova (parasitológico). Mas existem pontos importantes que devem ser esclarecidos sobre esta doença que está exterminando milhares de cães:

 - o Brasil é o ÚNICO país do MUNDO que ainda proíbe o tratamento com produtos de uso veterinário e recomenda a eutanasia dos cães;

 - nenhum proprietário é obrigado a entregar seu cão para a vigilância sanitária, mesmo que o resultado do sorológico dê positivo. É direito constitucional do proprietário de permanecer com seu cão e buscar confirmação do diagnóstico através de exames de contra prova;

 - A eutanásia dos cães doentes é RECOMENDADA pela portaria interministerial, não é obrigatória;

 - o proprietário tem o direito de tratar seu cão. Embora o tratamento ainda seja proibido no Brasil como consta na Portaria Interministerial do MAPA, muitos proprietários já conseguiram, através de ações judiciais, o direito de permanecer com o cão e tratá-lo;

 - muitos veterinários de áreas endêmicas já tratam a doença aqui no Brasil;

 - a vacina contra a leishmaniose existe, funciona e o cão vacinado PODE ser diferenciado do cão infectado;

 - O tratamento FUNCIONA. Exige comprometimento do proprietário e cuidados de manutenção pelo resto da vida do cão (coleiras repelentes e medicações), mas o cão pode ficar bem e viver com qualidade de vida ao lado de sua família por anos;

 - a eutanásia NÃO FUNCIONA como método de controle da doença, por razões óbvias: o cão não é o único reservatório da doença (gambás, raposas, ratos selvagens entre outros também são reservatórios), para cada cão retirado de sua casa e eutanasiado, outros são colocados em seu lugar (política de reposição) e o ciclo não existe sem a presença do mosquito.

 - não existe transmissão cão-homem, homem-homem, ou cão-cão. Para que haja transmissão, é OBRIGATÓRIO que exista o mosquito, portanto quem tem de morrer é o mosquito, não o cão.

Como vocês viram então, a eutanasia não funciona para controlar a doença, mas o tratamento dos cães e a morte dos mosquitos, sim!! Portanto a hora é essa. Lutamos pelo fim da eutanasia como forma de controle da doença e o direito de tratar esses cães para que eles tenham qualidade de vida ao lado de suas famílias. Muita coisa está mudando ultimamente no que diz respeito à proteção animal, e a luta contra a leishmaniose e o extermínio de cães está se expandindo por todo o país. Então vamos participar, vamos correr atrás, pois juntos somos fortes. Não pensem que a doença está longe…há alguns anos ainda tínhamos o Rio Grande do Sul como área livre de leishmaniose, mas hoje já não mais. Temos a doença em várias cidades gaúchas, as incidências aumentam cada dia mais, independente de raça, tamanho, idade, sexo…todos os cães estão em risco, todos são sucetíveis! Então vá as ruas, posicione-se, mostre a sua cara, pois é somente assim que conseguiremos mudar essa realidade!

Seguem algumas fotos: