Rss Feed Tweeter button Facebook button Youtube button

Posts Tagged ‘Clube Amigos dos Animais’



Dia da adoção solidária CAA – doação responsável de cães e gatos

Escrito por Leonardo (online). Publicado em Animais, Bem Estar Animal, Doação de Animais, Proteção Animal | 6696 visualizações

Um dos maiores problemas que vivenciamos atualmente em relação aos animais domésticos é o abandono. Diariamente, muitos cães e gatos são abandonados por diversos motivos e passam a vida nas ruas, lares temporários ou “abrigos”, aguardando pela chance de conseguirem um lar. Muitos não conseguem, ou quando conseguem, correm o risco de ser novamente abandonado em função de uma adoção mal planejada, mal conduzida ou realizada por impulso. O Clube Amigos dos Animais de Santa Maria, idealizador da feira do  Vira-Lata  que funcionou de 1996 a 2006  todos os domingos das 10 às 12 horas na Praça dos Bombeiros, e neste período doou  mais de 5 mil animais esterilizados e identificados com tatuagem vai retornar agora o evento “Dia da Adoção Solidária”, que será realizado de forma permanente no primeiro domingo de cada mês. Como médica veterinária e voluntária do CAA, apoio a política seguida pela ONG e participo ativamente das diversas atividades por ela realizadas e venho esclarecer o que consideramos uma doação bem feita e bem conduzida, auxiliando esses animais a encontrarem um lar que os acolha por toda a sua vida.

A primeira coisa que eu gostaria de deixar claro então é que não procuramos por donos para nossos animais. Procuramos por tutores responsáveis e comprometidos com o bem estar e qualidade de vida deles durante toda a sua existência. Porque doar para qualquer um é fácil. Se tivermos 200 filhotes disponíveis, encontraremos 200 donos, pois existem muitas pessoas interessadas em um cão ou gato. Porém a grande maioria dessas pessoas só quer um animal por impulso e não leva em consideração o futuro dele em um médio e longo prazo, não havendo garantias de que este animal terá todas as suas necessidades supridas adequadamente. Neste caso, a adoção poderá terminar em abandono e maus tratos, e é justamente isso que desejamos evitar.

Outro ponto importante trabalhado pelo CAA é a doação apenas de animais castrados. Trabalhamos com castração pediátrica de cães e gatos a partir de 60 dias de idade, possibilitando que até mesmo filhotes possam ser entregues já castrados e não venham a se reproduzir no futuro, evitando assim mais descendentes gerados e mais abandono.

A escolha do adotante também é levada em consideração. Fazemos rigorosa seleção de candidatos através de uma entrevista onde constam vários questionamentos acerca do tipo de residência, segurança, propósito da adoção, existência de outros animais na casa, condições financeiras e noções de guarda responsável. Dessa forma tentamos garantir que o animal terá adaptabilidade máxima em seu novo lar.

Já escolhido o adotante, ele se comprometerá a cuidar e zelar pela qualidade de vida do animal até o fim de sua vida, através da assinatura de um termo de compromisso. Nossos animais são todos entregues identificados com tatuagem ou microchip, e esta identificação deverá constar no termo de adoção. Assim, espera-se que haja uma responsabilidade do tutor pelo seu novo animal, não sendo permitido em hipótese alguma vendê-lo, doá-lo a terceiros, abandoná-lo ou maltratá-lo.

Após a entrega do animal, ainda é realizada a monitorização do mesmo no novo lar com a realização de visitas periódicas. Assim, garante-se que o animal esteja saudável, feliz e adaptado. Em casos de não adaptabilidade, o animal é retirado do lar e reencaminhado novamente para adoção.

Além de todas estas etapas, essenciais para o sucesso da adoção, realizamos ainda atividades educativas que visam despertar o conhecimento e o interesse da comunidade para a guarda responsável de seus animais de estimação. Procuramos com isso evitar maus tratos, procriação indesejada, abandono e sofrimento, proporcionando bem estar e qualidade de vida tanto ao animal quanto ao seu tutor.

A política seguida pelo Clube Amigos dos Animais, portanto, consta de diversas atitudes que colocam o animal sempre em primeiro plano e tentam adaptá-lo em lares responsáveis e comprometidos. São atitudes simples, mas que contribuem para um futuro melhor a milhares de cães e gatos que já sofreram muito nas ruas e que agora, finalmente, merecem uma vida plena, com saúde, qualidade e bem estar.